©  DESIGNA  2021
  • proceedings

     

     

  • Apresentação

    Síntese

    Conferência anual de investigação em Design que adopta o tema do clássico ensaio de Tomás Maldonado A Esperança Projectual, com o propósito de reflectir sobre o desempenho da criatividade em tempo de crise. O evento conta com um leque de conferencistas convidados, a par da apresentação de comunicações resultantes de um ‘blind call for papers’, a publicar.

    Apresentação

    Tem-se desperdiçado a oportunidade de reflectir sobre a vastidão dos problemas conceptuais e operativos colocados pelo Design, considerado como processo de projecto ou enquanto um produto que acentua a dialéctica do concreto. É da consciência dessa falta que nasce a vontade de proporcionar alguma sistematicidade à reflexão, criando rotinas de encontro capazes de gerar o sentido de comunidade de prática e de dar visibilidade a este corpus disciplinar, no todo e aos seus diversos ramos especializados, que vão da arte e da comunicação à indústria. Muitos dos temas discutidos pelos designers e pelos críticos e teóricos da cultura gravitam em torno da melhoria das condições de vida e do valor estético e económico dos produtos, tangíveis ou imateriais. Ou seja, o mundo do Design raramente é alheio aos problemas concretos da sociedade, embora seja frequentemente tomado por coisa supérflua, sobretudo nos meios mais refractários à incorporação de dinâmicas projectuais ou incapazes de alocar a criatividade a determinados fins.

    A Esperança Projectual (1970) veio precisamente alertar para as diversas dimensões do Design que, pelo seu pendor ético, especulativo e económico, além das tradicionais dimensões técnicas e estéticas, ou até artísticas, podiam situá-lo na charneira entre o ambiente e a sociedade, onde surge com facilidade a Utopia.

    No campo do Design, a função fenomenológica aparece aliada à sígnica -- a capacidade de criar alia-se à de ver --, cujas dinâmicas influem na aquisição de capacidade analítica sobre a interacção entre o entorno material e o ambiente humano. Nas sociedades de consumo, o Design aparece também entre a política e o indivíduo, pela intrínseca capacidade de dar forma ao desejo, ou seja, de racionalizar a necessidade e aculturar o prazer. Ora, estando o governo das coisas directamente ligado ao governo dos indivíduos, percebe-se melhor tanto a ambição de alguns artistas em liderarem a “revolução” como o apetite do poder pela “regulação” da arte.

    Tanto na sua vertente visual como na material, o Design lida hoje com as previsões apocalípticas provocadas pela sobreprodução, pelo esgotamento de recursos e aumento de resíduos, agravadas pela rápida obsolescência dos bens, pela necessária optimização do trabalho e concomitante poupança energética, incorporando a necessidade de chegar a todos os públicos, incluindo os mais desfavorecidos. Mas se estes problemas acentuam a responsabilidade social dos designers, também têm contribuído para o desenvolvimento de estratégias de inovação capazes de lograr equilíbrios e de fornecer respostas que legitimam a progressiva desmaterialização, a racionalização do consumo ou mesmo a ordem económica estabelecida. Grande parte da paisagem humana é inexoravelmente ditada pelo Design. Pelo Design, aliás, as cidades tornaram-se objectos e factos de comunicação, quando não produtos. A imagem das cidades denuncia o confronto entre sistemas de signos e de marcas que suscitam interpretações semióticas capazes simultaneamente de contextualizar e de interpelar a ideologia e a vontade artísticas mais comuns. Esta espécie de arte popular acentuou as exigências de legibilidade e de eficácia. Chegando a provocar e agredir, permite actualizar os códigos e repertórios formais, aumentando a complexidade dos processos de comunicação.

    A praxis projectual revela que a superação do estereótipo decorre da consciência crítica perante o concreto campo operativo e existencial do designer: a criação de realidade. Realidade que tem mudado a grande velocidade por força da introdução de novos meios, ligados tanto às artes performativas contemporâneas como aos meios e tecnologias de produção e comunicação, cujos interfaces não cessam de reconfigurar a experiência quotidiana.

    Neste quadro, esta conferência procura responder a duas dúvidas fundamentais. A primeira será a de saber se o campo do Design (gráfico, visual, multimédia, industrial ou de moda) apresenta um lastro disciplinar ou académico comum, congregando um conjunto de pontos de vista inter e transdisciplinares, que permita continuar a pensar o Design em sentido lato. A segunda será a de perceber como pode o Design contribuir para desbloquear os impasses transversais a diversos campos da sociedade contemporânea, seja no campo cultural, social ou económico.

    Pretende-se, pois, congregar um mosaico de contribuições que provenha directamente da investigação nos campos do Design e da suas teoria e tecnologia, mas também da estética, da semiótica, da antropologia, da sociologia e da cultura em geral. Pelo que se convidam todos os interessados a apresentar propostas nos seguintes painéis temáticos: 1. Comunicação; 2. Produto; 3. Teoria; e 4. Moda.

    A Universidade da Beira Interior ministra neste momento seis cursos de Design, entre 1º e 2º ciclos. Dispõe de condições essenciais ao desenvolvimento de hábitos de reflexão centrados nos seus diferentes domínios. Através da DESIGNA, pretende abrir-se à rotina de cruzamento de actores de ideias, ciente de que a disseminação de conceitos é potenciada pelo trabalho colaborativo e em rede e que este depende muito da capacidade de convergência e encontro de investigadores em fora deste tipo.

    Portugal precisa de Design! – A sociedade beneficia directamente do investimento criativo e a sobrevivência da indústria depende hoje da capacidade de inovação em produtos e serviços. A formação de designers favorece directamente o bem estar social, pela resposta a problemas concretos e, indirectamente, pela criação de valor que repercute no aumento da competitividade.

    A par da componente científica, a conferência DESIGNA 2011 procura precisamente alertar para o facto de o investimento no talento poder ser visto como um factor de melhoria da qualidade de vida e até de resposta à famigerada crise.

     

     

  • Programa

    25 NOVEMBRO Sexta-feira

    9:00
    Recepção e registo (Sala dos arcos, antiga biblioteca, Pátio da Parada da UBI)

    9:30
    Sessão de Abertura / Comissão de Honra (Auditório da Parada)

    João Queiroz, Reitor da UBI
    Joaquim Paulo Serra, Presidente da Faculdade de Artes e Letras
    António Fidalgo, Director do LabCom
    Catarina Moura, Comissão Executiva da DESIGNA
    Henrique Cayatte, Presidente do Centro Português de Design
    Nuno Sá Leal, Presidente da Associação Portuguesa de Designers

    10:30
    Que Esperança Projectual? Francisco Paiva, UBI, Comissão Executiva da DESIGNA

    11:00
    Coffee-break
    ImÁudio_1a Vídeo multimédia, Helder GonçalvesMário Carvalho

    11:15
    The Role of Design: Yesterday and Today. Sheila Pontis, London, University of the Arts

    12:30
    Almoço

    14:00 Livros de Provas. Jorge dos Reis, Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa

    14:30
    Painel 1 COMUNICAÇÃO
    Moderação: Sara Velez | Afonso Borges | David Gorjão

    8. Os Media Participativos e a importância do Cidadão e da Instituição enquanto Marcas mobilizadoras na área da Oncologia.
    Nuno Duarte Martins, Instituto Politécnico do Cávado e Ave, ID+. Heitor Alvelos, ID+, Universidade do Porto, INESC Porto. Daniel Brandão, Instituto Politécnico do Cávado e Ave, ID+, Universidade do Porto

    10.Comunidades Criativas Online: Uma análise das Interações Entre os Produtores e Consumidores de Criações Digitais.
    Pedro Amado, Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro. Ana Veloso, Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

    18.Rotinas produtivas em Design de informação.
    Cláudio Gabriel Ferreira, IPCA - LIPP . UBI – Labcom

    28.Transmediation and Communication Design Practice.
    Paulo Baudouin, Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa

    44.Design de Ações Culturais Participativas: um Caso de Estudo no Centro Histórico da Cidade do Porto.
    Daniel Brandão, ID+ / Universidade do Porto / Instituto Politécnico do Cávado e do Ave. Heitor Alvelos, ID+ / Universidade do Porto / INESC Porto. Nuno Martins, Instituto Politécnico do Cávado e Ave, ID+, Universidade do Porto.

    48.Design in the making: um olhar interpretativo da prática em design de comunicação.
    Leonel Brites, Faculdade de Belas-Artes Universidade Lisboa.

    52.Os processos de significação do livro num contexto de edição híbrida.
    Ana Catarina Silva, LIPP_Laboratório de Imagem, Produção e Percepção, IPCA

    54.Contributo para um Museu do Web Design Português: Preservar o projecto e o objecto imaterial.
    Sandra Antunes, Universidade de Aveiro, ID+. Vasco Branco, Universidade de Aveiro, ID+.

    58.Ilustração, breve reflexão sobre uma possível definição.
    Marta Madureira, IPCA.

    71.O impacto comunicativo da marca: apresentação de uma metodologia de avaliação da marca.
    Álvaro Sousa, Universidade de Aveiro.

    16:30
    Coffee-Break

    “Culpas, rezos y sacrilégios” (Museu de Lanifícios). Performance alusiva ao Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.
    Inma Jiménez, Universidad del Pais Vasco

    17:00h
    Painel 2 TEORIA
    Moderação: Fátima Caiado | Urbano Sidoncha

    11.Design e pensamento lateral no ensino, para o estímulo da criatividade.
    Liliana Reis de Jesus, Departamento de Educação, Universidade de Aveiro; Escola EB 2,3 Florbela Espanca, Esmoriz. Rosa Maria Oliveira, Departamento de Comunicação e Arte, Universidade de Aveiro; ID+ (Instituto de Investigação em Design, Média e Cultura, www.idmais.org. Isabel Amorim, Escola EB 2,3 Florbela Espanca, Esmoriz.

    16.Design research in academic context.
    Maria João Félix, EST/IPCA.

    17.Drawing and project: tradition and innovation.The place of drawing in the project methodology.
    Maria João Félix, EST/IPCA. Pedro Teixeira, EST/IPCA.

    19.A alma dos objectos.
    Manuel Albino, IPCA - LIPP. U. Minho. Paulo Simões, IPCA. U.Minho. Cláudio Ferreira, IPCA - LIPP. UBI – Labcom.

    23.The fine arts, an important contribution for the design studies.
    Maria Figueiredo, IADE- Creative University, Lisboa.

    25.assignatures conceptuales: herramientas para proyectar.
    Antoni Mañach, ESCOLA SUPERIOR DE DISSENY – ESDI.

    29.A Campanha do Bom Gôsto ou Análise de uma Tentativa de Doutrina Estética num País Autoritário.
    Carlos Bártolo, Univ. Lusíada de Lisboa e Instituto de História de Arte da FCSH/UNL.

    30.Objectos de in-formação. Notas para uma discussão fenomenológica do design de comunicação.
    Sara Velez Estêvão, FAL-Universidade da Beira Interior.

    55. O Desafio do Design.
    Pedro Cortesão Monteiro, CIAULD — Faculdade de Arquitectura da UTL / Universidade Lusíada, Lisboa

    19:00
    Conclusões

    26 NOV – Sábado

    10:00
    Design Inclusivo - Renato Bispo, ESAD CR / Universidade de Aveiro

    10:30
    Proyectar cuando la incertidumbre aumenta - Inma Jiménez, Universidad del Pais Vasco

    11:00
    Coffe-break

    11:15
    Painel 3 PRODUTO
    Moderação: Denis Coelho | Cláudia Teixeira

    1. Perspectivas de Integração no Mercado de Trabalho dos Designers Industriais.
    Denis Coelho, Universidade da Beira Interior.

    9. SHARP: Colaboração e Desenvolvimento Parametrizável de Type Design.
    Pedro Amado, Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro. Ana Veloso, Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

    15. Contributos para o estudo da forma: desenvolvimento de um modelo computacional aplicado à cadeira.
    Sara Garcia, Faculdade de Arquitectura da UTL. Luís Romão, Faculdade de Arquitectura da UTL.

    27. O método da biónica num projecto de design técnico.
    Stefan Rosendahl, CICANT. Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Alcina Pato, ESATI - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Vasile Ros, ESATI - Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Marta Gonçalves, ISEDEC - UAlg.

    31. Design de um boné com detector eletrônico de obstáculos para uso por deficientes visuais.
    Nicea Nascimento, UBI. Rita Salvado, UBI. Francisco Borges, IFPB.

    47. Novo normal.
    Afonso Borges, UBI.

    53. Design Automóvel Português - utopia ou solução?.
    Paulo Dinis, CIAUD - Faculdade de Arquitectura da UTL. Fernando Moreira da Silva, CIAUD - Faculdade de Arquitectura da UTL.

    61. O design de ourivesaria e joalharia em portugal no século xxi.
    Cláudia Pedro Isidoro dos Santos Teixeira, UBI - Universidade da Beira Interior.

    64. Novos territórios do design de produtos.
    Ricardo Cabral, IPVC - ESTG. Liliana Soares e Aparo,IPVC- ESTG. Ermanno Aparo, IPVC-ESTG.

    13:00
    Almoço livre

    14:30
    Moda, ambiente, progetto. Una riflessione per il fashion design responsabile.
    Giovanni Conti, Politecnico di Milano

    15:00
    Painel 4 MODA

    Moderação: Rui Miguel | Rita Salvado

    13. Desfile de Moda, Espectáculo de Arte e Design.
    Ana Luiza Olivete, Universidade da Beira Interior.

    24. Tailoring a future in which clothes grows from bacteria.
    Marta Andreia Varela FerrazIsabel C. Gouveia Universidade da Beira Interior.

    45. Vestuário inteligente e tecnológico em portugal: Análise das Necessidades do Mercado Português.
    Gianni Montagna, Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Hélder Carvalho, Escola de Engenharia da Universidade do Minho. Cristina Carvalho, Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa.

    51. Vale do Ave – Tecer Outras Coisas.
    Andreana Buest, Escola Artística e Profissional Árvore.

    63. O «CorporativeWear» como proposta de Valorização dos Resíduos Têxteis enquanto agente de ReDesign de uma marca de vestuário Street-Wear.
    Carla Morais, Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Cristina Carvalho, Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa. Cristina Broega, Faculdade de Engenharia da Universidade do Minho.

    67. A Indústria Criativa da Moda e o Design Português.
    Alexandra Cabral, Designer / Investigadora de moda

    70. Cultura de moda, Identidades e envelhecimentos do corpo revestido.
    Geni Santos, Universidade de Aveiro.

    78. Vestuário inteligente como uma extensão estética e funcional do corpo.
    Isabel Trindade, Universidade da Beira Interior. Madalena Pereira, Universidade da Beira Interior. José Lucas, Universidade da Beira Interior. Manuel Santos Silva, Universidade da Beira Interior. Rui Miguel, Universidade da Beira Interior.

    81.Valor percebido pelo consumidor e atributos para projetar o visual merchandising de marcas de Moda para E-commerce.
    Paulo MartinsMadalena PereiraSusana Azevedo e Rui Miguel, Universidade da Beira Interior

    83. Criatividade e Sustentabilidade no Ensino Superior. Novos Modelos de Ensino/Aprendizagem em Design de Moda no Ensino Superior
    Elsa Lima, Universidade da Beira Interior.

    17:30
    Conclusões

    18:00
    T-JAYS® Holographic Concert. Live Concert with 3D Virtual Band.
    Rudolfo Quintas
    Festa de encerramento (Sala dos Arcos e Pátio da UBI)

     

     

  • Call for Papers

    SUBMISSÃO DE ARTIGOS (Double blind referee)

    A organização da conferência DESIGNA 2011, subordinada ao tema A Esperança Projectual, apela à apresentação de comunicações inéditas e com um pendor seminal nos domínios do projecto, da crítica e da teoria do design, a enquadrar nos seguintes painéis temáticos:

    • Tema 1 - Comunicação
    • Tema 2 - Produto
    • Tema 3 - Teoria
    • Tema 4 - Moda

     

    NORMAS

    Abstract (PDF e RTF)

    As propostas, até um máximo de 700 palavras, devem incluir título, tema e relevância do mesmo, hipótese ou questão que pretendem explorar, quadro conceptual e metodológico, resultados previstos e até 5 palavras-chave.

    Submissão

    O resumo deve ser submetido electronicamente no site da DESIGNA, que lhe atribuirá um código de identificação, a fim de que possa ser distribuído a dois revisores científicos sob garantia de anonimato.

    Apresentação

    A apresentação deve ser preparada para 15 minutos.

    Critérios de arbitragem

    Relevância, originalidade e adequação do texto aos propósitos da conferência.

    Idiomas

    Português, Castelhano, Inglês, Francês ou Italiano.

    Calendário

    • 20/10 - Submissão do resumo / abstract
    • 11/11 - Notificação de aceitação
    • 11/11 - Divulgação do programa final
    • 25-26/11 - Conferência

     

     

  • Inscrições

    A inscrição pode efectuar-se a partir do contacto da comissão executiva (designa.na.ubi@gmail.com) até ao dia 20 de Novembro, acompanhada das seguintes informações: Nome completo / Instituição / Profissão-Ocupação / ID Comunicação/Poster (quando aplicável) / e-mail de contacto. Para que a inscrição seja formalizada, é necessário submeter o comprovativo de pagamento. Os estudantes deverão anexar comprovativo da sua condição de alunos (certificado de matrícula).

    Informação para pagamento:
    Transferência bancária para Universidade da Beira Interior
    NIB: 0018 0003 2322 0304 0208 9
    IBAN: PT50 0018 0003 2322 0304 0208 9
    SWIFT-CODE: TOTAPTPL

    Valor da inscrição geral: 40 euros
    Estudantes (1º, 2º e 3º ciclos): 20 euros

    Contactos
    Catarina Moura (designa.na.ubi@gmail.com)

     

    AUTORES Os autores de comunicação aceite, a apresentar oralmente ou em poster, têm necessariamente que efectuar o pagamento da taxa de inscrição correspondente, a qual os habilita a, entre outros: (1)Constar do programa oficial; (2) Receber a documentação; (3) Obter certificados de participação; e (4)Publicar o texto nas actas / proceedings da Conferência.

    ISENÇÕES Estão isentos de pagamento da taxa de inscrição os membros da organização, das diversas comissões e os convidados.

    ALUNOS A conferência é aberta aos alunos da UBI dos 1º, 2º e 3º ciclos, que podem assistir gratuitamente aos trabalhos dos diversos painéis, embora sem direito a obter documentação e certificados. Os alunos que pretendam aceder àquela documentação terão necessariamente de efectuar a inscrição e pagar a correspondente taxa. Não obstante, os alunos que pretendam assistir à conferência sem pagamento de inscrição, têm que efectuar o registo nos dias da conferência.

     

     

  • Comissões

    CoordenaçãoFrancisco Paiva Universidade da Beira Interior

    Ana Leonor M. Madeira Rodrigues Fac. Arquitectura, Universidade Técnica de Lisboa
    Anabela Gradim Universidade da Beira Interior
    Anna Calvera Universitat de Barcelona
    António Delgado Escola Superior de Arte e Design do Inst. Politécnico de Leiria
    Cristina Azevedo Tavares Fac. Belas Artes, Universidade de Lisboa
    Denis Alves Coelho Universidade da Beira Interior
    Elena González Miranda Euskal Herriko Unibertsitatea /Universidad del País Vasco
    Heitor Alvelos Fac. Belas Artes, Universidade do Porto
    Hélène Saule-Sorbé Université Bordeaux 3
    Inmaculada Jiménez Euskal Herriko Unibertsitatea /Universidad del País Vasco
    Jacek Krenz Universidade da Beira Interior/UTGdansk
    João Sousa Cardoso Universidade Lusófona do Porto
    Joaquim M. Paulo Serra Universidade da Beira Interior
    Jorge dos Reis Fac. Belas Artes da Universidade de Lisboa
    José Bragança de Miranda Universidade Nova de Lisboa
    Madalena Rocha Pereira Universidade da Beira Interior
    Maria da Graça Guedes Universidade do Minho
    Mário Bismarck Fac. Belas Artes, Universidade do Porto
    Raúl Cunca Fac. Belas Artes, Universidade de Lisboa
    Rita Salvado Universidade da Beira Interior
    Rui Miguel Universidade da Beira Interior
    Sheila Pontis London College of Comunication, University of the Arts, London
    Teresa Franqueira Universidade de Aveiro
    Urbano Sidoncha Universidade da Beira Interior

     

     

  • Contactos

    CONTACTS

    CONTACTOS

    Geral 
    designa.na.ubi@gmail.com

    Comissão Executiva   
    Francisco Paiva . ftapaiva@gmail.com
    Catarina Moura . catarinamoura@gmail.com   

    Secretariado
    Mércia Pires        +351  275242023  / ext. 1201
    Madalena Sena  +351  275242024 / ext. 1202


    UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR  
    Faculdade de Artes e Letras  
    Departamento de Comunicação e Artes 

    LABCOM - Online Communication Lab 
    Rua Marquês D'Ávila e Bolama 6200-001 Covilhã - Portugal  


    FINANCIAMENTO / APOIOS




      


    © DESIGNA 2011

     

     

  • Submissões

    http://www.designa.ubi.pt/site/submissions/openconf.php